Promessa do futsal caçapavano, ele se destacou jogando pela ACF na temporada passada e foi contratado pela tradicional equipe de Carlos Barbosa

Com apenas 16 anos, o caçapavano Artur Pires Moreira já se destaca nas quadras de futsal. Tanto que chamou a atenção de uma das principais equipes da modalidade no país, a Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF), tricampeã do Mundial de Futsal de Clubes FIFA (2001, 2004 e 2012); heptacampeã da Copa Libertadores de Futsal (2002, 2003, 2010, 2011, 2017, 2018 e 2019); pentacampeã da Liga Nacional de Futsal (2001, 2004, 2006, 2009 e 2015); hendecacampeã do Campeonato Gaúcho Série Ouro (1996, 1997, 1999, 2002, 2004, 2008, 2009, 2010, 2012, 2013 e 2015); e bicampeã do Gauchão Série A (2018 e 2020), dentre outros títulos e honrarias.

Hoje ala esquerdo e fixo, Artur começou a jogar ainda criança, brincando no pátio de casa. Aos cinco anos, ingressou em uma escolinha de futebol de Caçapava, o Milan. Em entrevista à Gazeta, ele contou que o sonho de se tornar jogador iniciou ao perceber que se destacava nos campeonatos que disputava, dando muitas assistências e fazendo gols.

Depois do Milan, ele também jogou nas escolinhas Bate-Bola e Bola na Rede. Já mais velho, no futebol de campo, atuou por Novo Horizonte, de Santa Maria; Atlético Clube Avenida/Núcleo Grêmio de Agudo; e Marítimo, também de Santa Maria. Há três anos, chegou à escola Pró-Soccer, onde foi treinado por Matheus Moura, que o levou para a Associação Caçapavana de Futsal (ACF), equipe da qual também é o treinador. Artur defendeu a ACF em 2022 e, agora, deve se apresentar à equipe da Serra Gaúcha em março, para atuar pela equipe sub-17.

– O Moreira é um menino muito disciplinado, inteligente, com uma excelente leitura de jogo, apesar da idade. Ele chegou a nós da Pró-Soccer oriundo de escolinhas de campo, e nos primeiros treinos já conseguimos notar que ele era do futsal. Desde então, foi muito trabalho para lapidar o talento que já possuía. O Moreira só evoluiu. O integramos à ACF no ano passado, mesmo com 16 anos, e ele nos deu uma ótima resposta. É um menino educado e de bom trato. Desejamos o melhor a ele, e temos a certeza de que irá chegar longe na sua carreira dentro do futsal – declarou o treinador.

Conheça um pouco mais de Artur Moreira:

Gazeta – Você joga como ala esquerdo e fixo. A escolha dessas posições foi uma preferência sua ou uma decisão técnica de algum treinador?

Artur – São as posições nas quais me sinto mais à vontade e tenho melhor rendimento.

Como é a sua preparação para os jogos?

Me preparo com os treinamentos e na academia.

Você estuda? Como é conciliar as aulas e os treinamentos?

É tranquilo, eu estudo de manhã e, à tarde, treino.

Há algum jogador que te inspire? Qual? Por quê?

No futebol de campo, o Pogba [jogador da Seleção Francesa e da Juventus, da Itália], e no futsal, o Leozinho, que jogava no Magnus, de Sorocaba, pela maneira que eles jogam.

Qual o seu principal objetivo na carreira?

Chegar ao profissional.

Você planeja seguir no futsal ou tentar uma nova experiência no futebol de campo?

Seguir no futsal.

E como foi a experiência que você teve no futebol de campo?

Aprendi muitas coisas que hoje me ajudam no futsal e fiz muitas amizades.

Foto: Lucas Gaspar