Caçapavana se prepara para lançar o primeiro livro

Filha da cabeleireira Liana Veber Camargo e do caminhoneiro Ilton Brito de Oliveira, Luana se define como uma pessoa muito criativa, artística e intensa, que utiliza a arte como forma de terapia

Luana Camargo 2
Crédito: Isabela Oliveira/Gazeta de Caçapava

A jovem caçapavana Luana Camargo, 22 anos, está se preparando para estrear como escritora. Seu primeiro livro, As cores neutras do arco-íris, reúne, em suas 80 páginas, 70 poesias que, de acordo com ela, mostram intensidade e vulnerabilidade e falam sobre sentimentos, pessoas e situações que viveu, boas e ruins.

– As melhores e as piores coisas que tem dentro de mim, eu escrevo – afirma.

Filha da cabeleireira Liana Veber Camargo e do caminhoneiro Ilton Brito de Oliveira, Luana se define como uma pessoa muito criativa, artística e intensa, que utiliza a arte como forma de terapia. Ela conta que foi apresentada aos livros pela irmã mais velha, Myllena Camargo de Oliveira, e no início da adolescência começou a também escrever.

– Posso falar que comecei a escrever pra me salvar, porque, quando era criança, fui crescendo e passando por alguns traumas. Foi uma época bem difícil, e eu queria falar para as pessoas sobre as minhas dores, as minhas mágoas, e não conseguia. Então, tudo que eu queria falar, comecei a escrever para tirar aquela angústia – relata.

Luana explica que, hoje, lê mais poesias que outros textos, para ter referências e influências, e que está focada em escrever poesias, mas pretende, no futuro, publicar um romance. Dentre seus autores favoritos estão Elayne Baeta, Igor Pires e Rupi Kaur.

Sobre o lançamento de As cores neutras do arco-íris, ela diz que ainda não caiu a ficha, e que acredita que isso só irá acontecer quando estiver com os exemplares em mãos.

– Eu juntei algumas poesias e mandei para uma editora, mas não deu certo. Com a segunda [Toma aí um poema], sim, mas tinha mandado sem muita pretensão. Parece que isso nem está acontecendo – comenta.

A escolha do título se deu por Luana acreditar que existem muitas outras cores por trás das sete que vemos num arco-íris. É uma metáfora para a vida, pois o que conseguimos enxergar é apenas o que está na superfície.

O livro está em pré-venda até dia 05 de novembro. Os exemplares comercializados nesse período serão enviados para Luana autografar e, então, remetidos aos compradores. Quem quiser adquiri-lo deve acessar https://bit.ly/3tMugGh. Os preços variam de acordo com o pacote selecionado. É possível comprar apenas o livro, em formato físico ou digital, ou escolher um kit com brindes, como marcadores de página, caderno artesanal personalizado e um livro surpresa.

– As poesias que mais me impactaram e que eu mais gosto, coloquei [no livro]. Eu confesso que não pensei em quem poderia ler. Depois que já tinha mandado pra editora, pensei “podia não ter mandado essa”. Às vezes, coloco características bem pessoais, de pessoas específicas, é um pouco perigoso. Então, se alguém se identificar, não sei como vai reagir – conclui.

Luana já planeja, também, a publicação de seu segundo livro, que tem como título provisório As cores intensas do arco-íris. Ele será uma sequência do que está sendo lançado agora. Para conhecer e acompanhar o trabalho dela, acesse https://bit.ly/3s7kLRu.