Carnaval a quarenta graus

Lembro que, nos velhos carnavais da cidade, era preciso levar um agasalho para sair dos bailes, porque as madrugadas eram frias

Que aconteça no Rio de Janeiro, não é surpreendente. O Carnaval carioca sempre ocorreu no maior calor do ano. Mas os foliões já estão acostumados, e os turistas – não sei como – parece gostarem do clima. Entretanto, esse calor chegar até o Sul, com as temperaturas abrasantes dos últimos dias e do mês todo, é algo inédito para os gaúchos. Lembro que, nos velhos carnavais da cidade, era preciso levar um agasalho para sair dos bailes, porque as madrugadas eram frias.

Pois nossos foliões não se intimidaram com as altas temperaturas. Adultos entregaram-se à folia como se não houvesse um amanhã. Compromissos familiares, atrasos de pagamentos, o fantasma do desemprego, tudo isso ficou guardado a sete chaves para ser pensado depois. Jovens caíram no embalo como se o mundo fosse acabar, esquecendo vestibulares, reprovações no Enem, desilusões amorosas e os próprios sonhos para o futuro, porque agora é dançar, pular, cantar e expulsar em altos brados todas as dores e incertezas da idade.

Eu, no meu canto, pareço isolada, mas participo de tudo com emoção pela TV e pelas redes sociais. Chego a sentir o coração do povo brasileiro em suas manifestações de alegria. Um verdadeiro exorcismo de todos os temores que nos afligem. E não são poucos. Nossas preocupações com a sobrevida do Planeta – ainda há esperança? – ficam em banho-maria nesse período, e os noticiários sabiamente procuram focar mais no Carnaval, abreviando as notícias sérias que nos tirariam a paz.

Revendo esse período, dou nota 10 à mídia pela cobertura da grande festa em todos os momentos, em todas as regiões do país – antes, durante e depois –, realçando a criatividade, a originalidade e a diversidade de cada Estado, com seu jeito de viver o Carnaval. Nota 10 aos responsáveis pelo entusiasmo que suscitaram com seus vídeos, links, propagados na TV desde o início do ano, que foram o fermento que levantou a empolgação para o evento. Suas mensagens trouxeram o maior número de turistas dos últimos tempos, apesar do aumento das tarifas de vôos e impostos alfandegários.

Vamos lembrar com gratidão esse Carnaval, que nos trouxe momentos de paz, alegria e sentimento de sermos parte de um todo – o povo brasileiro – que sabe divertir-se  como crianças de coração puro.