Comunicações espirituais

É impossível nos mantermos as 24 horas do dia sem que nossas mentes não sofram alguma interferência telepática, intrusa, vindo de mentes dessa e de outras dimensões.

Este é um conteúdo muito amplo e profundo, mas está cada vez mais atual e necessário seu estudo e divulgação. Estamos na época dos conhecimentos milenares e ocultos serem revelados (e estão se revelando) e, hoje, com a internet, se espalham e se aprofundam rapidamente. Em termos de comunicações, mais necessária a advertência de: “Vigiai e Orai para não cair em tentações”.

Como vivemos em um imenso oceano de ondas mentais, é impossível nos mantermos as 24 horas do dia sem que nossas mentes não sofram alguma interferência telepática, intrusa, vindo de mentes dessa e de outras dimensões. Pensei em escrever sobre este tema porque, há um mês, venho estudando a ocorrência das obsessões, que são a interferência de uma mente sobre a outra, de forma contínua ou em períodos.

O assunto está na net, mas devido às conversas com pessoas que estão enfrentando problemas desta área de estudos espirituais, e com a pessoa citando a Bíblia, pensei em retomá-lo devido a sua atualidade e necessidade de colocar o texto no jornal pois, de forma resumida, é sempre um início de uma reflexão a respeito.

Há mais de 42 anos estudo comunicações espirituais e desenvolvi uma habilidade de ligar estes conteúdos com estudos das ondas mentais na Psicotrônica, em próteses inteligentes na medicina, na área militar, e na área da Transcomunicação Instrumental-TCI. Em 1990, li um livro sobre Transcomunicação, do pesquisador Clóvis S. Nunes, onde ele mostra um amplo estudo sobre a nossa comunicação com pessoas que já partiram para outras dimensões.

Hoje, já existem vários aparelhos pequenos que são comprados na internet. Está se alastrando como uma pandemia eletrônica voltada para estes estudos. Conversando nas rodas dos cafezinhos, um senhor que iniciou o assunto disse: “Na Bíblia, Moisés proibiu estas comunicações com os mortos. (Livro Levítico, 19,31). Proibiu a irresponsabilidade e comércio que havia, com os tais adivinhos. Mas, no Livro de Números 12,29, uma fofoca surgiu e Moisés disse: “Oxalá todo o povo do Senhor fosse profeta”. O tema se alastrou.

Cada um vê o que lhe convém e as interpretações mudam. Ainda bem que os estudos das relações mente à mente estão se ampliando, com estudos de laboratórios sobre Telepatia e Eletrônica juntas. Vamos seguindo nos comunicando nas ondas da Paz, pelo Caminho do Bem.