A Prefeitura realizou um ato solene online na manhã de quinta-feira, dia 15, para a assinatura de decreto de desapropriação do antigo Clube Recreativo Primeiro de Maio, que será repassado à Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). No local, deverá funcionar o Centro Interpretativo do Geoparque Caçapava, o que é um pré-requisito para a certificação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O Centro Interpretativo tem o propósito de manter viva a memória de Caçapava e seu patrimônio cultural.

O prédio do antigo Clube Recreativo será substituído por uma edificação em que se preservará a fachada histórica, valorizando a identidade local e instituindo um ponto de transmissão de conhecimento. Além disso, será um novo ponto turístico, que abrigará exposições para difundir o conhecimento sobre o patrimônio natural e cultural de Caçapava.

Participaram da solenidade diversas autoridades, dentre as quais o prefeito Giovani Amestoy; o secretário de Cultura e Turismo, Stener Camargo; a secretária da Fazenda, Ihoko Mota; o reitor da Unipampa, Roberlaine Ribeiro Jorge; o diretor do Campus Caçapava, José Waldomiro Jimenez Rojas; o coordenador do Geoparque Caçapava na Unipampa, Felipe Guadagnin;  o reitor da UFSM, Paulo Afonso Burmann; e o professor Fábio Muller, responsável pelo projeto arquitetônico do Centro Interpretativo.

Nas falas, as autoridades reconheceram o momento como histórico para que Caçapava consiga judicialmente a salvaguarda do imóvel e do terreno, e transforme o local, hoje abandonado e em ruínas, em um Centro de Interpretação totalmente moderno, resgatando também um prédio que faz parte do Patrimônio Histórico em pleno Centro, além de ser o início do processo para que o município consiga ter o título de geoparque reconhecido pela Unesco.

Informações e foto: imprensa Prefeitura