E a cruz da pedra?

Cada um sente as vibrações e sentimentos divinos em seu interior conforme o seu modo de sentir a Vida em si e o local onde estamos. É um forte símbolo da cristandade, isto não podemos negar

Já escrevi textos, em jornais daqui e na Gazeta, manifestando o meu pesar de cristão sobre a demora que a nossa forças de crença e Fé manifesta em não conseguir colocar uma cruz e devolver à Pedra o seu símbolo místico. Lembro: que paisagem linda, mística, era vermos a cruz iluminada em cima de uma linda e também mística pedra. Quando víamos a cruz iluminada, sentíamos que ela nos levava a refletirmos em nós uma luz interior.

Cada um sente as vibrações e sentimentos divinos em seu interior conforme o seu modo de sentir a Vida em si e o local onde estamos. É um forte símbolo da cristandade, isto não podemos negar. A cruz está vazia porque Cristo está liberto, mas representa um sacrifício, realizado por um Filho do Criador, que se sacrificou por nós para nos ensinar O Amor Universal, nos convidando a refletir sobre os significados das Bem Aventuranças como lições para orientar nossos rumos nesta presente Vida. E nesta época de rumores de guerra, de pandemia, de ansiedade da Humanidade é necessário fortalecermos os sentimentos místicos que trazemos, valorizando símbolos consagrados pela nossa cultura cristã.

Existem pelo mundo mais de duas mil doutrinas religiosas, algumas se destacam mais e influenciam muito os comportamentos de seus fiéis. Cada um com seu nível de Humildade, vai cada vez mais selecionando o que realmente lhe interessa em termos de religiosidade, separando o que considera “joio” do manancial do “trigo” que sua riqueza espiritual proporciona. É uma conquista individual, sentimento que cada um tem e não devemos forçar alguém a pensar como nós.

Comentava com meus alunos que não compramos 1Kg de sinceridade na farmácia, nem em qualquer mercado, mas criamos esta riqueza dentro de nós. Também não conseguimos transferir para outras pessoas. Estes tesouros da Alma, como Jesus ensinou, cada um descobre em si.

Consegui duas audiências com o nosso prefeito, para tratar deste assunto, e Santana da Boa Vista e Caçapava poderiam reunir suas forças interiores e realizarem a tarefa de reerguer a Cruz. Já existem projetos dos governos municipais neste sentido. Vamos seguir nas orações, firmando os sentimentos e vibrações para conseguirmos atingir este objetivo luminoso. Vamos seguir com Fé firme pelo Caminho do Bem.