Estamos mergulhados na Natureza

Não existem pessoas que falam bem baixinho com suas plantas e flores? Claro que sim. Falar com animais então é frequente

Somos seres da Natureza. Aqui, escreverei a palavra natureza com N maiúsculo, como forma de reverenciar o Criador, cujas leis estão dentro de nós e em todo o lugar. É o denominado microcosmo e o macrocosmo.

Nunca estamos sós, sempre cito aqui, porque sinto esta realidade em mim. Uma vez, um aluno me disse que não acreditava em Deus, mas só na Natureza. Concordei em parte com ele. Encerramos a aula de matemática e ficamos dialogando sobre a Natureza.

Pessoas comentam comigo que sentem fortemente as energias das árvores, das águas, dos animais e de seres de uma natureza etérea, que poucos enxergam, mas que as envolvem e que realmente percebem que nunca estão verdadeiramente sozinhas. Acredito que temos momentos muito raros, que talvez estejamos sozinhos. Mas como o Criador está dentro de nós, como estarmos sós?

Existem algumas pessoas com capacidades psíquicas de diferentes níveis, que, se permitido pelas leis, podem enxergar psiquicamente paisagens e seres de diferentes formas ao seu redor, mas que outras pessoas não observam. Pessoalmente, costumo comentar que nunca enxerguei espíritos, almas, vultos ao meu redor, ou ouvi vozes de pessoas desencarnadas. Sei que estão crescendo em número estas mediunidades ou sentidos paranormais. Mas também comento que possuo uma intuição muito refinada e sensível, que possibilita eu perceber vibrações e necessidades de diferentes seres ao redor, vegetais ou animais. Sinto o que eles estão necessitando.

Não existem pessoas que falam bem baixinho com suas plantas e flores? Claro que sim. Falar com animais então é frequente. A mãe dizia que quem falava com os animais estava com problemas mentais. Eu contra-argumentava que quem falava com as flores também estava com problemas, que era o caso dela. Após estudos de anos e continuar nestes, entendi que é normal os seres humanos interagirem psiquicamente com toda a natureza que o cerca nos quatro reinos: mineral, vegetal, animal e hominal. Percebi, e outras pessoas também, que estas capacidades estão se tornando mais frequentes, amplas e recorrentes, querendo nós ou não.

O momento de ampliação de nossa consciência chegou. Não tem de adiarmos. Ou estudamos para entender ou ficamos em nossas percepções muito restritas, o que dificulta nossa expansão e clareza de consciência do mundo que nos cerca. Em meu lar, costumo dizer que o sofrimento que temos é uma opção que escolhemos. Se tivermos fé firme e constante, sairemos de muitas situações de sofrimento. Claro que depende do nível de conhecimento de aspectos de vidas passadas. Mas isso é tema para textos futuros, bem como Os Seres da Natureza. Estou estudando e seguindo pelo Caminho do Bem.