II FESTA DO AZEITE DE OLIVA

Fórum técnico e homenagem marcam o segundo dia

Atividades começaram com a apresentação de trabalhos desenvolvidos por alunos do 2º ano do ensino médio do Colégio Coeducar. À tarde, Marta Teixeira Silveira recebeu o Prêmio de Boas Práticas da Rede Mundial de Geoparques, concedido à Novelaria Santa Marta

Fica

O segundo dia da Festa do Azeite de Oliva iniciou no Clube União Caçapavana, com a apresentação do projeto “Produtos a partir do cultivo das oliveiras”, desenvolvido por alunos do 2° ano do ensino médio do Colégio Coeducar, que abriram a programação do fórum técnico “Olivicultura e Olivoturismo no Território Geoparque”.

O grupo foi orientado pela professora de Química, Gabriela Abascal, e trouxe ao evento três trabalhos: a receita de um chá, um teste caseiro de identificação de pureza do azeite de oliva e a produção de uma manteiga. De acordo com a professora, o projeto surgiu quando a feira de ciências da escola, que não acontecia desde a pandemia, voltou a ser realizada.

– Com o retorno da feira de ciências, fomos atrás de pesquisas que tivessem a ver com o que acontece em Caçapava. Com a certificação do Geoparque pela Unesco, encontramos no azeite de oliva um geoproduto que permitiu trabalharmos a parte da iniciação científica, de pesquisa bibliográfica e de saída de campo, fomos até o azeite Don José. Foi então que os alunos decidiram produzir o chá, a manteiga e o teste caseiro de pureza – explicou.

Os vídeos da apresentação estão disponíveis na página da Gazeta no Facebook.

Na sequência, foram realizadas palestras e oficinas. A primeira ficou a cargo de Rafael Marchetti, diretor da Prosperato, que falou sobre a qualidade na produção de azeites extravirgens. Ele ressaltou que a presença de ômega 9, 3, 6 e de polifenóis faz do produto o melhor composto de ácidos graxos para o consumo humano.

O agrônomo Fabrício Carlotto, o mestre de lagar André Goelzer e a sommelier de azeites Perola Polillo conduziram uma roda de conversa sobre diversos aspectos da produção do azeite de oliva, que vão desde o manejo de pomares até o consumo, passando pela extração do produto.

O olivoturismo foi abordado na terceira parte do fórum, quando Goelzer, que é diretor da Estância das Oliveiras, de Viamão, conversou com Jackeline Moreira, responsável pela Tuna Ecoturismo, agência que gere o Parque Municipal da Pedra do Segredo e, recentemente, passou a oferecer roteiros que integram visitas a olivais caçapavanos.

A agenda teve sequência à tarde, quando as pesquisadoras Carolina Jauris, da Universidade Federal de Santa Maria, e Jaqueline Vargas, da Universidade Federal do Pampa, abordaram o tema “Resíduos da produção de azeite de oliva para a inovação tecnológica e sustentável”. Elas expuseram os avanços que conquistaram na elaboração de pesquisas que buscam criar produtos a partir da “sansa”, biomassa de azeitonas e caroços que sobra da produção de azeites.

Fechando a programação, a chef Perola Polillo conduziu uma oficina de harmonização de azeites.

Mas o momento mais emocionante do dia foi a entrega do Prêmio de Boas Práticas da Rede Mundial de Geoparques, concedido à Novelaria Santa Marta, que ocorreu no palco principal da II Festa do Azeite de Oliva. A distinção foi recebida pela comitiva caçapavana durante a 10ª Conferência Internacional de Geoparques Globais da Unesco e, na tarde de hoje (07), entregue à artesã Marta Teixeira Silveira.

De acordo com o coordenador científico do Geoparque Caçapava, professor André Borba, este foi o primeiro ano da premiação, que é definida da seguinte forma: em média, 50 geoparques são avaliados ou reavaliados por ano, e os avaliadores podem recomendar ou sugerir a outorga.

Ele também explicou que o prêmio é dado ao geoparque, que é considerado um exemplo a ser seguido pelos demais, e que a Novelaria Santa Marta chamou a atenção dos avaliadores Mahito Watanabe e Antonino Sanz pela sustentabilidade da sua produção, já que a lã utilizada nos produtos vem de ovinos que são criados lá e é cuidada com técnicas artesanais.

– O prêmio é do Geoparque, mas o nosso tem dona, a novelaria Santa Marta, da Marta Teixeira Silveira – disse o professor, ao entregar a ela o certificado e um troféu enviado pela Rede Mundial de Geoparques. O objeto foi confeccionado no Marrocos e alude a um dinossauro encontrado naquele território.

Em seguida, a artesã recebeu mais uma homenagem. Rosa Ruschel e Lilian Martins entregaram a ela uma cesta de presentes, em nome dos demais geoparceiros do Geoparque Caçapava, que assistiam à entrega em frente ao palco principal.

– Desde o início, falamos que o Geoparque é feito de pessoas para pessoas. Pessoas que acreditaram no sonho de outras que estão aqui. O prêmio é da novelaria, mas também de todos, do território – disse Marta, emocionada.

Fotos: Luiz Felipe de Oliveira e Isabela Oliveira

Agenda cultural da II Festa do Azeite de Oliva

Domingo, 08 de outubro

13h30min – Duda Brito

15h – Tela Class

16h – Invernada artística CTG Família Nativista

17h – Rogério e Renan

19h30min – Os Fagundes

Ação Solidária – O Núcleo de Mulheres Empreendedoras de Caçapava do Sul, ligado à Associação Comercial e Industrial (que é a entidade organizadora da Festa) está realizando uma campanha de arrecadação de donativos para as vítimas das enchentes no Estado. Durante o evento, o estande da entidade funcionará como ponto de coleta. O foco é o recolhimento de roupas íntimas, materiais de higiene e limpeza. Leve sua contribuição!