Estamos vivendo a primeira das quatro semanas do Advento.  Advento é tempo de expectativa e de preparação para o Natal do Senhor. No Advento, celebramos  o começo da história da salvação, com a encarnação e o nascimento de Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Jesus é o profeta do projeto do Pai, todo comprometido com o plano de salvação elaborado pelo Pai e aceito livremente por ele. Celebrar é fazer lembrança permanente desses fatos marcantes, para que não caiam no esquecimento.

No primeiro domingo do Advento, meditamos sobre a importância da Vigilância. Muitas vezes, nos distraímos tanto com nossos afazeres que esquecemos que somos passageiros nesse mundo. Gastamos tempo e energia nas coisas desse mundo, e não nos preocupamos com a eternidade.

No próximo domingo, somos convidados a refletir sobre a conversão, na qual o evangelho apresenta João Batista pregando no deserto da Judéia. “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo!”

Podemos nos perguntar: o que é mesmo conversão? Conversão é mudança de vida, de atitudes, de posturas. Mudar o nosso relacionamento com Deus e com as pessoas com as quais convivemos. Mudança é necessária para receber o Messias e perceber que o Novo Céu e a Nova Terra são possíveis.

Olhando para as celebrações do Advento e do Natal, podemos considerar que são uma só festa. Ambas estão voltadas para o acontecimento nunca imaginado pela humanidade:  a encarnação de Deus, que assume todas as condições humanas para a nossa salvação. Além disso, relacionam-se com as manifestações de Jesus Cristo: em seu nascimento humano e em sua segunda vinda.

Quem puder, participe desses momentos celebrativos nesse período do Advento. O objetivo de tudo isso é preparar nosso coração para receber Jesus.  Aquilo que preparamos bem acontece! Se prepararmos bem o Natal do Senhor, vamos sentir a presença d’Ele em nosso coração e em nossa vida. Podemos e devemos enfeitar nossas casas, as lojas e as igrejas com luzes e símbolos natalinos. Tudo isso nos ajuda a viver esse tempo especial do Natal. Não nos esqueçamos de preparar-nos interiormente, transformando nossos corações em morada do menino Jesus!