MOSTRA FARROUPILHA

Após dois anos, evento volta a ser realizado presencialmente

Projeto surgiu em 2011, devido a uma demanda dos alunos de outros Estados, que viam a necessidade de compreender melhor a tradição gaúcha. Confira a galeria de fotos

Mostra Farroupilha 2023_Interno

A Mostra Farroupilha da Universidade Federal do Pampa – Campus Caçapava voltou a ser realizada presencialmente ontem, dia 14, após dois anos em que ocorreu de forma online devido à pandemia. O evento, que tem o objetivo de promover vivências culturais e artísticas, integrando a comunidade acadêmica com o público em geral, chegou a sua 10ª edição. 

O projeto surgiu em 2011, devido a uma demanda dos alunos de outros Estados, que viam a necessidade de compreender melhor a tradição gaúcha. Assim, o evento recebe representantes municipais da música, da trova, do artesanato, da culinária e da lida campeira para compartilhar a cultura e os costumes locais.

Neste ano, a mostra também recebeu alunos das escolas Januária Leal, Dr. Rubens da Rosa Guedes, Eliana Bassi de Melo, São João Batista e Augusto Vítor Costa, além de jovens representantes de diferentes CTGs, como Sentinela dos Cerros, Sentinela do Forte, Família Nativista, Tropeiros do Picó e Estância Crioula.

Em seu discurso de abertura, a coordenadora da mostra, Zilamar Ferreira, destacou o lugar do município na história do Rio Grande.

– Temos uma cidade maravilhosa em história e cultura. Caçapava fica no Centro do Estado do Rio Grande do Sul, e em algum momento, a história do Estado passou por aqui – afirmou.

O diretor do Campus, professor José Rojas, destacou a importância de se cultivar a cultura e a história, bem como a participação de estudantes de diferentes Estados no evento.

– Todos os Estados do Brasil estão aqui representados hoje, graças à Universidade Federal, que permite esse espaço de troca. Que as crianças também aqui presentes aprendam a valorizar a cultura e a respeitar a natureza, que assim seremos todos felizes – declarou. 

Também participam da Mostra, que reuniu um bom público no campus da Unipampa, pesquisadores da história e dos costumes do Rio Grande e da influência de outros povos na cultura gaúcha, além de artesãos do município.

Fotos: Luiz Felipe de Oliveira