Nossa saúde mais profunda

Alguns gregos antigos já ensinavam que vivemos outras vidas antes desta atual. Como então consertarmos tudo isso?

Estamos envolvidos por centenas de ondas mentais, como se estivéssemos imersos em um oceano a nível planetário, nesta dimensão e no contínuo em dimensões próximas. Querendo nós ou não, registramos, consciente ou inconscientemente, ondas que chegam em nossas mentes, nos influenciando para ações de naturezas positivas ou negativas. Como alerta, o ditado popular: “diga-me com quem andas que te direi quem és”.

Poderemos reforçar este aviso com a frase: “diga-me qual a natureza de teus pensamentos, que te direi se terás harmonia e sossego, e saúde física, mental e espiritual”. Como ninguém tem culpa do tipo de pensamento que agasalhamos, o nosso bem-estar e a nossa Paz só dependem de nós.

Costumo manifestar, em minhas conversas por onde ando, que sofrer ou não sofrer é uma questão de escolha. Cito meu exemplo de vivência nesta minha vida desde nenê de colo. Os desequilíbrios das três saúdes que tenho são merecidos e são heranças, devido às escolhas equivocadas desde milênios. Nesta presente vida, por exemplo, estou só pagando as dívidas contraídas pelo egoísmo e orgulho desde a última vida que tive no campo da boemia de 100 anos atrás, no tempo da revolução de 1923.

Foram experiências pelo uso de drogas e desregramento na vida pessoal, familiar e social. Devido a isso, terminei na miséria moral e econômica. Claro que alterei as energias do sangue e, presentemente, tenho saúde precária. São nossas opções de vida e a colheita que é obrigatória, porque As Leis Divinas são justas. E como o povo diz, “aqui se faz e aqui se paga”, em uma ou mais vidas.

Alguns gregos antigos já ensinavam que vivemos outras vidas antes desta atual. Como então consertarmos tudo isso? Cultivando com Fé firme e trabalhando pensamentos e atitudes na área do Bem, do Amor por tudo e todos. Como diz outro dito: “o Amor cobre uma multidão de pecados”.

O Mestre dos mestres, Jesus O Cristo, disse aos que eram curados: “vá e não peques mais”. Existem indivíduos que não desejam sua cura e preferem continuar sofrendo. Já ouvi alguém dizer que preferia continuar doente a mudar de vida. A Vibração Divina cura sim. Deus está dentro de nós. Acreditemos. Vamos seguir firmes pelo Caminho do Bem.