Os sonhos premonitórios

Claro que, conforme a natureza das lembranças, têm os sonhos que não quero que aconteçam, embora a quase certeza de que acontecerão

Sonhamos todos os dias, mas às vezes não nos lembramos da natureza desses sonhos. A Bíblia tem muitas passagens que registram as informações de cunho profético, que se realizaram. As informações que os profetas obtinham de contatos com seres superiores em termos espirituais, orientavam as ações que deveriam tomar. Temos centenas de livros sobre interpretações de sonhos espalhados pelo planeta.

Ficamos com uma vaga lembrança. A natureza dessas lembranças podem ser de naturezas boas ou más, mas muitas vezes deixam impressões profundas e ficamos alguns dias recordando e até nos preocupando com algum tipo de recordação, que pode ser importante para nossa vida diária. Recordamos pequenos segmentos e durante o dia tentamos montar o quebra-cabeça, avivando a memória aos poucos.

Temos os sonhos comuns em termos de recordações das preocupações materiais, emocionais e espirituais que deixam pequenas lembranças, que ao acordarmos acabamos por esquecer. Mas, o me preocupa mais neste artigo são os sonhos que deixam profundas impressões, e, às vezes, preocupações que nos incomodam durante dias, meses e até anos. Deixam informações nítidas que não se apagam. É nos concentrarmos um pouco que acabaremos recordando os sonhos que tivemos há décadas, muitos anos, que perceberemos que as informações guardadas, algumas aconteceram de fato.

Tenho muitas recordações de sonhos de quarenta e poucos anos atrás, cujas informações arquivadas na mente mostram que muitos acontecimentos com a natureza física da Terra estão acontecendo. Claro que, conforme a natureza das lembranças, têm os sonhos que não quero que aconteçam, embora a quase certeza de que acontecerão; sobre negócios financeiros e familiares mais próximos de nós.

Claro que recebemos informações de outras dimensões, que guardamos sob forma de intuições, e que na hora que é necessária, O Criador libera para nós. Aí, então, muitas vezes dizemos: “Eu já estava pensando nisso!”. Alguns comentam que é “A voz dos anjos da guarda”. O importante é que a intuição deve ser melhor entendida, e as informações premonitórias valorizadas.

Aqui entra outro estudo ligado a este, mas de outra natureza, que são os sonhos proféticos. Parece a mesma coisa, mas não é. Pois entra na área dos ocultos e das profecias de uma maior abrangência. Vamos seguir sonhando, mas pelo Caminho do Bem.