Palavras machucam

Mas não é só com os casais que as palavras machucam. Certos patrões tratam os funcionários como inferiores, xingando-os em vez de estimulá-los, porque pensam que o medo vai fazê-los trabalhar melhor

Ele se achava um marido perfeito. Sustentava a casa, pagava a escola dos filhos e dava à esposa uma miserável mesada para as compras de alimentos e outras necessidades da família. Ela precisava fazer milagre para que o dinheiro cobrisse todas as despesas. Cultivava uma hortinha no pátio e, assim, conseguia hortaliças de graça. Ou melhor, à custa de seu suor, sacrificando o escasso tempo do descanso.

Mesmo assim, ele se queixava. Do tempero da comida, de algumas falhas na limpeza dos quartos, banheiros e salas. Chegava a examinar por trás dos quadros na parede para descobrir poeira e teias de aranha. Então, não poupava xingamentos e ofensas àquela que escolhera para companheira de sua vida.

Suas vizinhas, acostumadas a tele-entregas de almoços e às promoções das lojas de moda, não cessavam de criticá-la. Seus maridos se obrigavam a adaptar-se a esses caprichos, a bem de um espaço de paz na própria casa.

Alguém já conheceu esses exemplos de família?

Quando a queixosa dos desaforos e incompreensões recorre à justiça, o advogado do Diabo pergunta: “Ele bate na senhora?” Não, não chegou a isso. Mas seus xingamentos ferem mais do que bofetões e facadas. E se a coitada não tem uma profissão que a sustente, o remédio é voltar pra casa e continuar sofrendo. Conheço várias histórias semelhantes.

Existem outros casos ao contrário. O marido, injuriado porque a mulher é o principal arrimo da família, é humilhado como um incapaz e baixa sua autoestima.

Mas não é só com os casais que as palavras machucam. Certos patrões tratam os funcionários como inferiores, xingando-os em vez de estimulá-los, porque pensam que o medo vai fazê-los trabalhar melhor. Mas por que acontecem frequentes quebras de equipamentos, que vão atrasar os resultados, prejudicando a produção?

Por outro lado, vejo funcionários orgulhosos de pertencer a determinadas firmas, que valorizam seu trabalho e os fazem sentir que são parte preponderante do progresso da empresa. O clima que se estabelece nesses locais é de paz, mútuas ajudas e um sentimento de autovalorização como pessoa e profissional. E os rendimentos são os melhores possíveis.

Amar ao próximo como a si mesmo. Existe verdade maior?