Para não esquecer

A sessão de lançamento de Vai Passar foi esse momento mágico que eu desejo guardar na minha derradeira fase de vida. Para aquecer-me a alma, pois sentir-me rodeada de pessoas queridas é o máximo de felicidade que podemos desejar

Há momentos na vida que devem ser preservados e revividos para sentirmos a mesma emoção. Nossa capacidade de guardar lembranças precisa de espaço no cérebro – como se fora um computador –, por isso quanta coisa fica esquecida, abrindo espaço a fatos de maior importância.

A sessão de lançamento de Vai Passar foi esse momento mágico que eu desejo guardar na minha derradeira fase de vida. Para aquecer-me a alma, pois sentir-me rodeada de pessoas queridas, do mesmo sangue ou ligadas por amizade e igual desejo de paz e união para a humanidade, é o máximo de felicidade que podemos desejar.

Quando penso que o nosso mundo está acabando, as famílias desfazendo seus laços de amor, a juventude alienada da realidade, o futuro comprometido nas drogas, nas guerras, nas bandidagens, fico com minhas esperanças abaladas.

Mas a tarde dos autógrafos, com tantas pessoas queridas à minha volta, demonstrando que concordam com o que escrevo nas crônicas, sobre a dignificação da vida humana e do meio ambiente, me fez ver que não estou só e que o mundo ainda tem salvação.

Há muita coisa sendo feita para melhorar a vida de moradores das periferias, das favelas e das áreas de risco. ONGs de grupos capacitados e responsáveis veem para breve a solução para moradias dignas de serem habitadas por famílias.

Atualmente, em São Paulo, se fala em casas feitas com material reciclável, aproveitando materiais como cartelas de remédios, bisnaga de dentifrício e outras embalagens que são reaproveitadas e transformadas em materiais próprios para as novas moradias idealizadas.

Em primeiro lugar, que sejam construídas em áreas com saneamento, fora de riscos, em terrenos apropriados. Podem ser casas modestas, mas com todo o essencial, cozinha, banheiro, água encanada, esgoto, quarto e área de serviço. Onde as famílias se sintam gente, respeitadas e em condições de criar sua prole com saúde, escolas próximas bem como locais de trabalho.

Solucionaria, também, os problemas do transporte público, que já se tornou ineficaz nos grandes centros.

Que bom haver tanta gente que se preocupa e ocupa com o próximo, para que todos tenham vida saudável e feliz. E benditas sejam a ciência e a tecnologia, que evoluem continuamente, a ponto de tornar realizável esse sonho maravilhoso.

Vamos juntar esse material e encaminhá-lo aos canais competentes?