Pré-candidatos do PDT visitam a Gazeta

Ilson Tondo e Pedro Gaspar tiveram seus nomes apresentados no dia 07 de junho. Em entrevista, eles dizem que pretendem formar um governo de atitude e desburocratizar o atendimento na Prefeitura

Ilsongaspar
Crédito: Luiz Felipe de Oliveira/Gazeta de Caçapava

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Caçapava lançou, na sexta-feira (07), seus pré-candidatos à Prefeitura para a disputa das próximas eleições. Os nomes elencados para a chapa foram os de Ilson Tolfo Tondo para prefeito e Pedro Gaspar para vice. Eles visitaram a Gazeta nesta semana, para compartilhar suas ideias e intenções para a administração do Município, se eleitos. 

Tondo é professor, carreira que iniciou em 1977 e seguiu durante 41 anos no antigo CRES, atual Escola Técnica Estadual Dr. Rubens da Rosa Guedes (ETERRG). Lá, passou por diversos cargos, como diretor e vice. Em 2000, iniciou a vida política, sendo vereador por quatro mandatos e duas vezes presidente da Câmara. Também foi vice-prefeito e esteve à frente das Secretarias de Obras e de Agricultura do Município, simultaneamente. Hoje, é produtor rural nas regiões da Guarda Velha e do Salsinho.

– Como produtor, sei das necessidades e dificuldades que a classe vem enfrentando com a questão de estradas, patrulha agrícola, produção e geração de renda no interior. Isso nos motiva a fazer algo mais para a população – afirmou.

Pedro Gaspar foi vereador por sete mandatos, somando 28 anos de Legislativo, período em que ocupou o cargo de presidente da Câmara em quatro oportunidades. Também foi secretário da Agricultura e trabalhou na Assembleia Legislativa.

– Muita gente já disse que o Pedrinho superou as expectativas quando foi do Legislativo. Agora, se o povo de Caçapava nos der esse crédito, vamos governar para todos, sem partido político. Acredito que, depois de eleito, o cidadão não tem mais partido, ele deve estar à disposição de seu povo – comentou Gaspar.

Os pré-candidatos disseram que, se eleitos, o foco do governo será no atendimento de qualidade ao contribuinte.

– Queremos um governo de atitude. Se a pessoa chega na Prefeitura, tem que ter alguém preparado para atendê-la. Se o problema existe, a Prefeitura, que é a arrecadadora dos impostos, tem que atender imediatamente este cidadão, em qualquer área que ele precise. A ideia é desburocratizar o atendimento. Esse é o nosso foco principal – observou Ilson.

Sobre o plano de governo, Tondo falou que será construído junto à comunidade, visto que pretende realizar uma administração compartilhada com todos os seguimentos da sociedade, prezando pelo desenvolvimento da infraestrutura e de negócios locais, em um primeiro momento.

– Pensar o que podemos fazer pelo nosso comércio, a nossa indústria, nossos bairros, vilas e Centro, e formar comissões e conselhos, sempre pensando no investimento local em primeiro lugar. Se tivermos uma boa base, em um segundo momento é mais fácil para quem é empresário de outro lugar se estabelecer aqui – finalizou Ilson.