Prefeitura se manifesta sobre suposto atraso na entrega de merenda escolar

Nas redes sociais, o Executivo publicou uma nota em que apresenta explicações prestadas por Cleuza Borba, nutricionista responsável pelas escolas municipais de Caçapava

Crédito: Imprensa Prefeitura

A Prefeitura se manifestou hoje (20) sobre as denúncias de um suposto atraso na entrega de merenda escolar, feitas na sessão da Câmara de terça-feira (17) pelo vereador Luis Fernando Torres (PT). Nas redes sociais, o Executivo publicou uma nota em que apresenta explicações prestadas por Cleuza Borba, nutricionista responsável pelas escolas municipais de Caçapava.

Segundo o documento, “apesar do momento de transição do edital da merenda escolar, as crianças não sofreram prejuízo nutricional. A readequação do cardápio ocorreu devido à licitação obrigatória e à insuficiência de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para cobrir todas as refeições dos cerca de 5 mil alunos da rede municipal”.

A Prefeitura diz, ainda, que “a nutricionista também esclareceu que a informação de que as merendeiras estão tendo dificuldades em fornecer uma refeição adequada para as crianças é uma inverdade. Ela destacou que, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria e o Guia Brasileiro de Alimentação para Crianças Menores de 2 Anos, a tradicional ‘papinha’ não é mais recomendada. A orientação atual é a amamentação até os seis meses e, a partir daí, a introdução alimentar de acordo com as necessidades individuais de cada criança”.

A nota encerra reafirmando o compromisso da Administração “de proporcionar uma alimentação de qualidade aos alunos, garantindo que todas as ações estão sendo tomadas para assegurar o bem-estar e o desenvolvimento saudável das crianças”.