Professor lança livro sobre a Revolução de 1923

A obra discorre sobre a presença de caçapavanos em alguns dos conflitos que ocorreram na região

Elson Borba_crédito arquivo pessoal
Crédito: arquivo pessoal

O professor aposentado Elson Borba está lançando o livro Caçapava e a Revolução de 1923. A obra discorre sobre a presença de caçapavanos em alguns dos conflitos que ocorreram na região.

Em entrevista à Gazeta, o professor explicou que a Revolução de 1923 foi uma disputa iniciada em 1891, entre os partidários do governo de Júlio de Castilhos (os Chimangos, que usavam lenço branco) e a oposição (os Maragatos, do lenço colorado). No livro, após uma breve contextualização geral sobre a guerra, é apresentado o desenrolar de quatro conflitos em que contaram com a presença de caçapavanos, em São Sepé, Piratini, Dom Pedrito e Pelotas. Além disso, a obra também aborda um acontecimento em Lavras do Sul.

Elson Borba é caçapavano, nascido em uma região que hoje pertence a Santana da Boa Vista (na época, um distrito de Caçapava). Aqui, ele trabalhou na Folha do Sul. Em 1978, após sua experiência no jornalismo, foi estudar Ciências Sociais na Fundação Universidade de Bagé (Funba), atual Universidade da Região da Campanha (Urcamp). Após a formatura, lecionou em Bagé, Pelotas, Santana e Caçapava.

Atualmente, o professor Elson vive entre Santana e Caçapava. Mora em uma propriedade no Parque da Toca da Tigra, onde passa os seus dias pesquisando sobre a História das duas cidades. O resultado desses estudos deve ser o lançamento de outras obras.

– Há livros muito bons sobre Caçapava, de grandes autores locais. Mas ainda há muita história que pouca gente sabe e que precisa ser contada – concluiu.

Caçapava e a Revolução de 1923 está à venda na revistaria da loja Portal da Sorte (antigo Elefantinho da Sorte) e na Sisform.