Se houver guerra, a Terra reagirá

Se, dos que têm o poder geopolítico do planeta, alguém apertar o botão de uma bomba nuclear, sinto que a Terra mostrará sua força

Escrevi um texto há alguns anos, com um título semelhante a este. O foco é o que devo ter nesta época de rumores de guerra, como nos fala o Evangelho de Mateus.

Sempre que a oportunidade aparece, recomendo para pessoas próximas de minhas relações que leiam o Evangelho de Mateus, se não todo, pelo menos o capítulo 24. Inclusive, dou de presente para os colegas de estudos um pequeno conjunto de docinhos que uma senhora faz. Já doei três dos conjuntos. Isto já faz um ano, e mesmo com uma lembrancinha, não consegui muitos leitores na minha irmandade.

Se dos que têm o poder geopolítico do planeta, alguém apertar o botão de uma bomba nuclear, sinto que a Terra mostrará sua força, e veremos o que é um grande terremoto e as forças telúricas de vários vulcões. Tenho muitas desconfianças sobre o mês de outubro próximo. E este sentimento não é só meu, mas de centenas de pessoas pelo planeta.

Comentando e trocando ideias nas conversações diárias, o sentimento é este mesmo, ou seja, poderemos ter abalos fortes não só na política internacional, mas na meteorologia, movimentos do mar, erupções do Sol, e nem gosto de lembrar o que já está acontecendo no Marrocos, onde ocorreu um forte terremoto. Local que as pessoas comentam, nunca tinha ocorrido tremor de tal magnitude.

Lembro que, aqui na região de Caçapava/Lavras, tremeu o solo com uma magnitude baixa, em torno de 1,5 a 1,8 na escala Richter, segundo as informações que obtive do Laboratório da Universidade de Brasília. Lembro que os estudos planetários de diferentes áreas de pesquisas, todos os sistemas estão ligados. Onde a crosta da Terra, o solo, se mexe, as energias se irradiam.

Se as temperaturas do Oceano se elevam um grau, a meteorologia mostra que o regime de chuvas e enchentes aumentam. Os governos dos Estados devem, então, se cercar de todos os dados científicos, o que já estão fazendo, no sentido de preparar recursos de maquinaria e logística de todas as naturezas.

Temos vários pontos de coleta de recursos para as comunidades atingidas por enchentes. O Corpo de Bombeiros é um deles.

Novamente recomendo àqueles que gostam de ler e fazer suas análises, de textos bíblicos, lerem o capítulo 24 de Mateus. Nunca foi tão necessário, nos tempos atuais, de tantas ansiedades e inquietações, orarmos, rezarmos, vibrarmos com Amor, com letra maiúscula, para termos discernimento e entendimentos das Leis Divinas, às quais estamos submetidos, para obter harmonia interior, Paz na mente e na Alma.

Vamos ir com Fé pelo Caminho do Bem.