Prefeito de Lavras do Sul, Sávio Prestes, com o presidente executivo da Águia Fertilizantes, Fernando Tallarico, durante o anúncio da obtenção de licença para instalação de uma mina de fosfato na região de Três Estradas

A feira de agronegócios Universo Pecuária (UP) está movimentando Lavras do Sul desde terça-feira, 1º de novembro. A abertura do evento ocorreu com o Fórum da Pecuária Sustentável, promovido pelo GTPS – Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável. Foram debatidas as tendências globais de sustentabilidade para a produção de carne bovina, as emissões de gases causadores do efeito estufa e o balanço de carbono em sistemas agropecuários.

A abertura oficial ocorreu às 9h30min, com autoridades e representantes das entidades correalizadoras do evento. Às 10h, a jornalista Gisele Loeblein, do Grupo GZH, mediou o painel “Campo em Debate”. O engenheiro agrônomo Maurício Palma Nogueira, coordenador do Rally da Pecuária, fez a palestra “Brasil, o país da pecuária sustentável”, e a gerente executiva do GTPS, Luiza Bruscato, falou sobre “Tendências globais de sustentabilidade para a produção de carne bovina”.

Às 14h, foi a vez do painel “Clima”, com mediação de Fernanda Cordeiro, da Minerva Foods, e da palestra “Emissões e balanço de carbono em sistemas agropecuários”, com a pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul, Teresa Cristina Genro.

Ainda neste primeiro dia de evento, foi anunciado que a Águia Fertilizantes obteve a licença de instalação necessária para começar os trabalhos de uma mina de fosfato no município vizinho.

O empreendimento, situado em uma área inicial de 13 hectares na região de Três Estradas, será o primeiro deste tipo na Região Sul do Brasil. A construção levará cerca de um ano, e a mina terá capacidade de produzir 300 mil toneladas por ano quando estiver funcionando plenamente, o que atende a aproximadamente 15% a 20% da demanda gaúcha, informou Fernando Tallarico, presidente executivo da Águia Fertilizantes.

– A mina gerará cerca de 150 empregos diretos e 450 indiretos, movimentará a economia e aumentara a arrecadação do município – salientou o prefeito de Lavras, Sávio Prestes.

Na quarta-feira (02), segundo dia de UP, foi realizada a Feira de Terneiros, que registrou um faturamento de R$ 3,51 milhões com a venda de 1.465 animais com predominância das raças Angus, Brangus, Hereford e Braford. O preço médio para terneiros de outono ficou em R$ 9,67 o quilo, com média de peso de 194 quilos. Já os terneiros de primavera tiveram uma média de preço de R$ 9,51 o quilo, e de peso de 263 quilos. O preço médio geral foi de R$ 9,53. O remate atraiu 31 compradores de 14 municípios, e os negócios atenderam à expectativa, conforme os organizadores.

Também na quarta-feira (02), ocorreu o I Universo Jurídico do Agronegócio, promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS). O fórum abordou questões como crédito, seguro agrícola e planejamento sucessório na propriedade rural, e contou com falas do advogado Alexandre Carter Mânica, membro da Comissão Especial de Direito Agrário e do Agronegócio da OAB/RS, e do presidente da Ordem no Estado, Leonardo Lamachia.

Ontem (03), foi realizado o remate MulherAgro, promovido por 47 mulheres pecuaristas da região da Campanha Gaúcha. O leilão registrou um faturamento de R$ 3,56 milhões, com a venda de 1.363 animais. As médias de preço foram de R$ 9,94 o quilo para as vacas com cria, com peso médio de 418 quilos, e de R$ 9,56 o quilo para os novilhos, com peso médio de 300 quilos. O evento atraiu 41 compradores.

– Estamos muito orgulhosas de promover esse evento que supera preconceitos, quebra paradigmas e mostra a participação feminina no agronegócio – destacou a presidente da comissão, Rossana Boemo Ferreira.

A produtora Cristina Osório Spode e a filha, Luiza Osório Spode, da Agropecuária Spode, de Caçapava, levaram 90 animais da raça Braford.

– Um leilão só de produtoras rurais mostra a força feminina no agro e quebra paradigmas e o preconceito de que mulher só pode ser dona de casa – salientou Cristina.

Já a pecuarista Maria Tereza Fernandez Gonçalves, da Estância Três Passos, de São Gabriel, levou 50 animais das raças Angus e Brangus.

– Comecei o criatório em 1992 e mostro que mulher pode fazer o que bem entender – declarou.

O Universo Pecuária segue com fóruns de discussão até domingo (06). Amanhã (05), ocorre o remate de ventres, as 15h30min.

Informações e imagens: Imprensa/UP

Foto principal: Felipe Ulbrich